segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Qual a minha opinião sobre a abordagem behaviorista e cognitivo-comportamental da psicologia?

Ora bem, penso que está na altura de tirar as teias de aranha e o pó a este blog. Desde de que tenho blog no tumblr que tenho actualizado o blog com muito menos frequências e julgo ser fácil perceber porquê. No entanto o blog não está "morto" e agora quero aproveitar um tema que surgiu lá também a propósito de umas questões que me foram colocadas, que são sobre o behaviorismo e a análise comportamental. Ora, na minha opinião (e de muitos especialistas e investigadores), a psicologia não pode viver apenas da abordagem behaviorista (incluindo a análise do comportamento). No entanto, é uma dos melhores em termos científicos. É muito mais científico do que, digamos, a abordagem freudiana e ainda é algo aplicável até hoje. A abordagem cognitivo-comportamental (em terapia e teoria), que é uma mistura da primeira com a cognitiva, é talvez a minha favorita porque ele funciona na prática. A TCC é uma das abordagens de tratamento mais bem empiricamente suportadas (inclusive para perturbações de personalidade) e a abordagem cognitivo-comportamental também explica os comportamentos mal-adaptados das pessoas (a maneira como foram aprendidas). Esta abordagem anda normalmente a par e passo com as neurociências (daí que existe até na minha universidade um mestrado em neurociência cognitiva e neuropsicologia). 

Sem comentários:

Enviar um comentário